A patologista mais influente do mundo é da Universidade do Porto

Foto: Fátima Carneiro | Facebook

Fátima Carneiro, professora catedrática da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e diretora do serviço de Anatomia Patológica do Centro Hospitalar São João, foi eleita a patologista mais influente do mundo.

A distinção numa lista de cem profissionais foi feita pela revista científica britânica “The Pathologist”, que inquiriu patologistas de todo o mundo, ao longo de dois meses, sobre quem consideravam merecedor do título.

A médica nascida em Angola, em 1954, integra também o Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (Ipatimup), atualmente integrado no i3S. É autora de mais de 250 artigos científicos e contribuiu para o desenvolvimento de vários capítulos de livros de especialidade. Além disso, dirigiu vários projetos internacionais, foi presidente da Sociedade Europeia de Patologia (2011-2013) e, em Portugal, coordenou a Rede Nacional de Bancos de Tumores (2008). Atualmente, preside a Academia Nacional de Medicina Portuguesa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta