Prémio mundial em biodiversidade atribuído a ex-aluna da FCUP

Foto: Unsplash

Raquel Gaião Silva, licenciada em biologia, pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), recebeu, aos 23 anos, o GBIF Young Researchers Award.

Este prémio, no valor de cinco mil euros, destina-se a jovens investigadores que realizem trabalhos na área da biodiversidade e, este ano, foi, pela primeira vez, atribuído a uma cidadã portuguesa pela Global Biodiversity Information Facility (GBIF).

A investigação da antiga aluna da FCUP teve como objetivo compreender o impacto das alterações climáticas, nomeadamente, o aumento da temperatura dos oceanos, na distribuição de microalgas na costa Atlântica da Península Ibérica.

O Comité Científico do GBIF premiou, de um grupo composto por 14 candidatos de 11 diferentes países participantes, a portuguesa Raquel Gaião Silva e uma estudante de doutoramento norte-americana. O GBIF Young Researchers Award começou a ser atribuído em 2010 e promove a investigação e inovação na área da biodiversidade, utilizando dados partilhados através da GBIF – rede e infraestrutura internacional de inovação, financiada por vários governos mundiais, que permite o acesso aberto a dados sobre todos os tipos de vida da Terra.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta