Cerveira adere à Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico

Foto: Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

Vila Nova de Cerveira integra agora a Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico, tendo como objetivo “potenciar a defesa, valorização, revitalização e animação destes espaços”.

Em comunicado, a autarquia refere que o núcleo histórico remonta ao século XIV, com a entrega da Carta de Foral de D. Dinis em 1321, e é “constituído por relevantes elementos patrimoniais, entre os quais se destaca o Castelo de Cerveira”.

Esta associação, fundada em 1988, conta com cerca de 95 municípios associados, que orientam a sua ação “em prol da salvaguarda do património cultural dos centros históricos”. “Além de os considerar como zonas carecidas de proteção prioritária, como valores que são da maior importância nacional e de indiscutível interesse público e, principalmente, como fatores determinantes para o progresso e bem-estar das populações que deles desfrutam ou usufruem, esta entidade visa ainda desenvolver todos os esforços para a mais estreita colaboração, com as entidades estatais, públicas ou privadas, similares ou outras, nacionais ou estrangeiras com o mesmo propósito”, refere ainda o documento.

Entre as principais atividades dinamizadas por esta associação, destaca-se a divulgação de eventos que decorrem nos centros históricos em diferentes áreas temáticas, de candidaturas a património classificado e de seminários, a atribuição do Prémio de Arquitetura Alexandre Herculano (PNAAH) (que visa em galardoar a qualidade da arquitetura e da construção, bem como a qualidade do restauro e da reabilitação, nos centros históricos) e a realização do Encontro Nacional de Municípios com Centro Histórico.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta