Águas da região norte recebem selo de qualidade

Foto: Kobu Agency/Unsplash

Alguns concelhos da região norte receberam vários tipos de selos de qualidade da água, uma distinção da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

Em causa está o “Selo de qualidade em abastecimento público de água”, que pretende evidenciar as entidades prestadoras de serviços de abastecimento público de água que, no último ano de avaliação regulatória, tenham assegurado um serviço de abastecimento público de água de especial qualidade, nomeadamente verificando cumulativamente todos os critérios previstos no regulamento. Foram analisados aspetos relacionados com a governança, o cumprimento das obrigações legais, a conduta perante o regulador e ocorrências significativas com impacte no serviço prestado. Este selo foi atribuído a seis entidades, quatro delas da região norte: Águas do Douro e Paiva, Indaqua Fafe, Indaqua Feira (Santa Maria da Feira) e Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo.

O “Selo de qualidade em saneamento de águas residuais urbanas”, avaliado da mesma forma, foi atribuído à Indaqua Feira e o “Selo de qualidade exemplar da água para consumo humano” a 60 entidades, entre elas as seguintes pertencentes à região norte: AGERE (sediada em Braga), Águas de Barcelos, Águas de Gondomar, Águas de Paços de Ferreira, Águas de Paredes, Águas de Valongo, Águas do Porto, CM de Lamego, CM de Paredes de Coura, CM de Póvoa de Lanhoso, CM de São João da Pesqueira, CM de Vila Nova de Foz Côa, CM de Vinhais, Esposende Ambiente, Indaqua Feira, Indaqua Matosinhos e Serviços Municipalizados de Electricidade Água e Saneamento da Maia.

Quanto ao “Selo de qualidade para o uso eficiente da água”, determinado da mesma forma, foi atribuído a seis entidades, duas delas da região norte: Águas de Gondomar e Indaqua Fafe.

A cerimónia de entrega dos selos decorreu na terça-feira, durante a 14.ª Expo Conferência da Água, em Lisboa. Foi entregue às entidades gestoras um certificado e o direito de usar a imagem do selo no âmbito da sua comunicação institucional, nomeadamente no sítio da Internet e publicidade.

Indicadores como água segura, perdas reais de água, ocorrência de falhas no abastecimento, reciclagem de resíduos de recolha seletiva, resposta a reclamações e cobertura de gastos foram alguns dos parâmetros avaliados, refere a organização no site da ERSAR.

Esta iniciativa da ERSAR é realizada em parceria com o Jornal Água&Ambiente. Fazem também parte do Júri outras entidades representativas do setor, nomeadamente, a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), a ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos, a APEMETA – Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais e a DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

Segundo informa ainda a ERSAR, a seleção das entidades distinguidas foi feita de acordo com o regulamento “Prémios e Selos dos Serviços de Águas e Resíduos – Dados de 2018”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta