O mel do ano está em Boticas 

Foto: Danika Perkinson/Unsplash

O Mel de Barroso DOP foi galardoado, nesta edição de 2020 do Concurso Nacional de Mel (CNM2020) e pela terceira vez consecutiva, com o prémio mel do ano.

Entre 42 concorrentes e 73 méis nacionais a concurso, do continente e das ilhas, o destaque do ano foi para o Mel de Barroso DOP (Denominação de Origem Protegida), do Agrupamento de Produtores da Cooperativa Agrícola de Boticas. Foi distinguido com a Medalha de Ouro na categoria de Méis de Urze e ainda como Mel do Ano.

O “Mel de Barroso” é produzido em território classificado pela Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), como Património Agrícola Mundial. Ao vencedor foram ainda atribuídas, no concurso internacional “Great Taste”, três estrelas, em 2017, 2018 e 2019, distinção máxima concedida neste concurso.

O certame, que vai na 11.ª edição, valoriza e demonstra o reconhecimento pelas boas práticas na produção de méis de elevada notoriedade sensorial.

Em comunicado, o município de Boticas afirma que o feito “traduz a excelência e a qualidade do  produto e reflete o dedicado trabalho desenvolvido em parceria entre os apicultores da região e o Agrupamento de Produtores de Mel do Barroso”, sediado na Cooperativa Agrícola de Boticas.

Na região norte foram ainda premiados:

  • Mel do parque de montesinho DOP/MPB – Medalha de Ouro, na classe Castanheiro e Multifloral (modo de produção biológico)
  • Aromas e Sabores de Pitões – Medalha de bronze, na classe Mel de Urze (convencional)
  • Mel de Santa Maria – Medalha de prata, na classe Mel de Urze e Mel de Rosmaninho (modo de produção biológico)
  • Apimonte – Medalha de Bronze, na classe Castanheiro (convencional)
  • Quinta das Ervadas – Medalha de Prata, na classe Castanheiro (modo de produção biológico)
  • Bee Prado – Medalha de Prata, na classe Eucalipto (convencional)
  • A Colmeia – Medalha de Prata, na classe Castanheiro (convencional) e Mel de Rosmaninho (convencional); Medalha de Ouro, na classe Mel Multifloral (convencional)

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta