34.ª Jornada da I Liga: A jornada das decisões finais

Imagem: Ana Regina Ramos

Última jornada do campeonato português e muitas decisões em aberto. O Rio Ave e o Famalicão lutavam por um lugar na Liga Europa, SC Braga e Sporting tinham que decidir quem ficava no lugar do pódio, em terceiro lugar. E, por fim, quem se iria juntar ao Desportivo das Aves na despromoção à II Liga. Desta feita, o Famalicão perde o acesso à competição europeia, o SC Braga não deixa escapar a terceira posição e, apesar da vitória do Portimonense, esta não chegou para permanecer na I Liga.

 

Sexta-feira, 24 de julho: Santa Clara 2 – 2 Vitória SC

As duas equipas entraram em campo sem nenhum objetivo específico, a não ser ganhar. O primeiro golo surgiu ao passar da meia hora do apito inicial, aos 35′ minutos, com Santana a dar vantagem à equipa açoriana. O lance ainda foi analisado pelo VAR, mas o árbitro da partida acabou mesmo por validar o golo. Pouco tempo depois, Carlos Jr. cai na área num lance disputado com Bondarenko e o juiz marca grande penalidade. Novamente Carlos Jr. a marcar para o Santa Clara, estava feito o 2-0.

Já no bater dos 45 minutos, Florent reduz a vantagem para o Vitória SC, indo para intervalo a perder por 2-1. A equipa da casa apenas consegue empatar já na segunda parte, ao minuto 71′, através de grande penalidade.

Com este empate, o Santa Clara fica em oitavo lugar na tabela classificativa, com 43 pontos, e o Vitória SC com 50 pontos, termina em sétimo lugar.

Gil Vicente 3 – 3 Paços de Ferreira

Aos dez minutos de jogo, surge o primeiro golo da partida, com Maracás a cabecear para a baliza adversária e a fazer o 1-0 para o Paços de Ferreira. Seis minutos depois, é a vez de o Gil Vicente empatar em Barcelos. Rúben Ribeiro, através de um livre, faz o 1-1. Ainda na primeira parte, a equipa da casa, aos 21 minutos, dá vantagem, com Kraev a cabecear.

Ao bater da meia hora, surge o empate, 2-2, com um remate já na área de Douglas. Na segunda parte, surgem mais dois golos, um para cada equipa. O Paços de Ferreira marca aos 48 minutos, um golo que ainda foi anulado pelo VAR por posição irregular, mas depois acabou mesmo por ser validado. Aos 67 minutos, é a vez de o Gil Vicente marcar o terceiro golo a seu favor, com Lourency a finalizar.

O Gil Vicente terminou a época 2019/2020 em décimo lugar, com 43 pontos, e o Paços de Ferreira ficou pela 12.ª posição, com 39.

 

Sábado, 25 de julho: Marítimo 3 – 3 Famalicão

Depois de 25 anos afastado da I Liga, o Famalicão entrou para este jogo final com o intuito de lutar por um lugar nas competições europeias. Contudo, logo aos dois minutos de jogo, o Marítimo inaugura o marcador. O Famalicão tentou empatar aos seis minutos, mas o remate foi ao poste da baliza adversária. Mais oportunidades surgiram e com o Famalicão mais superior na partida, mas sem sucesso na finalização.

Só nos minutos de descontos da primeira parte é que consegue mesmo empatar, através de um penálti marcado por Fábio Martins. Já na segunda parte, é novamente o Marítimo a dar vantagem à sua equipa. René foi o autor do golo, através de um cabeceamento para o fundo das redes da baliza adversária. Aos 87 minutos, ao fazer o empate, o Famalicão ainda viu uma luz ao fundo do túnel. Três minutos depois, volta a marcar, aos 91 minutos, já em tempo de compensação. Já ao cair do pano, aos 95 minutos, Edivaldo empata para o Marítimo e estraga a festa da equipa visitante.

Com este empate e com a vitória do Rio Ave frente ao Boavista, a equipa de Famalicão perdeu o acesso à Liga Europa. O Marítimo termina em 11.º lugar, com os mesmos pontos que o Boavista e Paços de Ferreira.

Boavista 0 – 2 Rio Ave

O Rio Ave entrou neste encontro no Bessa com o objetivo de alcançar o quinto lugar para garantir o acesso às provas europeias. Precisavam da vitória, mas dependia só deles, o Famalicão teria que deslizar na Madeira. Aos 17 minutos, o Rio Ave inaugura o marcador, com uma recarga de Taremi.

Desta forma, a equipa de Vila do Conde foi para intervalo a vencer e com um pé na Liga Europa. Já na segunda parte, os axadrezados estiveram perto do empate aos 61 minutos, mas o guarda-redes do Rio Ave evitou males piores. Aos 84 minutos, novamente Taremi marca o segundo para a equipa vilacondense.

Com esta vitória, o Rio Ave fica com acesso à Liga Europa, após o empate do Famalicão frente ao Marítimo.

SC Braga 2 – 1 FC Porto

O SC Braga entrou no encontro com o objetivo de alcançar o terceiro lugar e ainda terminar a época com um lugar no pódio. Já o FC Porto queria apenas os três pontos, uma vez que já é campeão nacional. Os azuis e brancos entraram mais forte no jogo e, aos seis minutos, Uribe marca o primeiro golo da noite na Pedreira. Já perto do intervalo, Sérgio Oliveira faz o 2-0, mas o golo é anulado, por posição irregular.

Logo no início da segunda parte, a equipa da casa consegue igualar o marcador, aos 54 minutos, através de Ricardo Horta. Aos 66 minutos, deu a volta ao jogo, e Fransérgio fez o segundo golo para os bracarenses. Por duas vezes que o FC Porto teve oportunidades para chegar à igualdade, mas sem sucesso.

Com este empate, o Braga ficou com os mesmos 60 pontos que o Sporting, mas beneficiou da vantagem no confronto direto.

 

Domingo, 26 de julho: Portimonense 2 – 0 Clube Desportivo das Aves

O Aves já estava despromovido à II Liga, já o Portimonense tentava a sua sorte para permanecer na I Liga. Os golos da noite só surgiram na segunda parte do encontro, sendo o primeiro marcado aos 62 minutos, com Willyan a cabecear para dentro da baliza adversária.

Já perto dos 90 minutos, o Portimonense chega ao 2-0, desta vez, com Dener. Apesar da vitória, é o Portimonense que desce à II Liga.

Moreirense 1 – 2 Tondela

O Tondela entrou em jogo com a missão de lutar por um lugar na I Liga, precisando apenas de um ponto para isso. Aos 44 minutos, Murilo rematou para a baliza, mas Abdu cortou com o braço e o árbitro da partida ouviu o VAR e marcou grande penalidade. João Pedro bate o penálti com sucesso e abre o marcador.

Já na segunda parte, o Moreirense consegue chegar ao empate através de João Aurélio. Aos 88 minutos, novamente um penálti a favor da equipa visitante e, desta vez, foi Pepelu que marcou e deu vantagem ao Tondela.

Graças a esta vitória em Moreira de Cónegos, o Tondela alcança a permanência na I Liga. Terminou a época em 15.º lugar, com 34 pontos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta