6.ª Jornada da I Liga: Boavista FC recebeu e venceu o SL Benfica

Imagem: Ana Regina Ramos/Canva

O FC Porto teve um jogo difícil na Capital do Móvel e acabou por perder por 3-2 com o FC Paços de Ferreira. O SC Braga venceu por 1-0 o FC Famalicão e o Vitória SC venceu o Gil Vicente FC por 2-3. A 6.ª jornada terminou com o Boavista FC a receber e vencer o SL Benfica por três bolas.

 

Sexta-feira, 30 de outubro: FC Paços de Ferreira 3 – 2 FC Porto

Este foi o jogo de abertura da 6.ª jornada da temporada 2020/21 e em que aconteceram várias polémicas. O FC Paços de Ferreira entrou com vontade de arrecadar os três pontos e, logo aos 11 minutos, Luther rematou, mas Corona cortou a bola. Aos 37 minutos, o mesmo jogador da equipa da Capital do Móvel conseguiu finalizar, mas o lance foi analisado pelo VAR e o árbitro da partida chegou mesmo a ir ver as imagens, tendo o golo sido anulado. Esta decisão causou grande indignação no banco pacense e Pepa e o adjunto acabaram mesmo por ser expulsos.

O FC Paços de Ferreira não desanimou e rapidamente voltou a balançar as redes da baliza de Marchesín. Num passe atrasado de Hélder para a entrada da área, apareceu Eustáquio e atirou à vontade e longe do alcance do guardião portista.

Em tempo de compensação do primeiro tempo, o árbitro assinalou grande penalidade para o FC Porto. Já no segundo tempo, o árbitro Nuno Almeida voltou a assinalar grande penalidade, desta vez, favorável à formação caseira por mão na bola de Marega. O médio de 23 anos não festejou o golo conseguido frente à sua antiga equipa. Já perto dos 80 minutos e após um momento de inspiração de Otávio, o médio brasileiro rematou forte e colocado, sem hipótese para Jordi.

Com esta vitória, o FC Paços de Ferreira sobe provisoriamente ao sexto lugar, com oito pontos, enquanto o FC Porto conserva, para já, o terceiro lugar, com 10.

 

Sábado, 31 de outubro: Rio Ave FC 2 – 0 Moreirense FC

O avançado da equipa vilacondense colocou a sua equipa a vencer aos 18 minutos de jogo e, aos 83, converteu uma grande penalidade, fazendo o segundo golo da noite.

Com esta vitória, o Rio Ave FC fica com nove pontos, enquanto o Moreirense FC fica com oito.

 

Domingo, 1 de novembro: Gil Vicente FC 1 – 2 Vitória SC

A equipa vimaranense adiantou-se aos 23 minutos, por Bruno Duarte, e ainda permitiu que os gilistas chegassem à igualdade, aos 66, por Samuel Lino, mas Rochinha, vindo do banco, fixou o 2-1 já na reta final da partida, aos 89′.

Com este triunfo, os vitorianos chegam ao quinto lugar da prova, com 10 pontos, os mesmos do FC Porto e CD Santa Clara, terceiro e quarto classificados, respetivamente, enquanto os gilistas estão no 14.º posto, com cinco.

 

Segunda-feira, 2 de novembro: SC Braga 1 – 0 FC Famalicão

A primeira situação de golo chegou aos 20 minutos, com Vaná a evitar o golo na baliza do Famalicão. Paulinho lançou Iuri Medeiros, este apareceu na cara do guarda-redes famalicense, tentou o remate, mas viu Vaná a fechar o ângulo e a tirar para canto. Pouco depois, pediu-se penálti, com Gaitán a lançar Paulinho e este a cair na área na disputa com Vaná. O árbitro, porém, entendeu que o guarda-redes tocou na bola e mandou seguir.

Até ao intervalo, Galeno e Iuri Medeiros viram Vaná negar-lhes também o golo e, num raro ataque, o FC Famalicão também ameaçou. Valeu ao SC Braga Matheus, com uma defesa apertada após remate cruzado de Lameiras, na sequência de um canto. As equipas, porém, iriam mesmo recolher aos balneários com o nulo no marcador.

Na segunda parte, o primeiro a criar perigo foi o FC Famalicão. Gil Dias cruzou para a área, Matheus falhou a interceção e Dyego Sousa ainda tentou a finalização, mas Bruno Viana afastou definitivamente. O SC Braga mostrava, por esta altura, algumas dificuldades em criar perigo e voltou a pedir penálti em mais uma queda de Paulinho na área. Um pedido uma vez mais não atendido.

Aos 67 minutos, Paulinho caiu em disputa de bola com Riccieli; Rui Costa deixou seguir num primeiro momento, mas, chamado pelo VAR, foi visionar as imagens e deu ordem de expulsão ao jogador famalicense. Apenas sete minutos depois, chegaria o único golo da partida. O lance começou num livre, com Vaná a defender um primeiro remate de Tormena para a frente, mas Bruno Viana a aparecer na recarga para encostar. Rui Costa, inicialmente, invalidou o lance por fora de jogo, mas, depois de conversações com o VAR, foi ele mesmo ver as imagens e reverteu a decisão, confirmando o golo.

Com este resultado, o SC Braga ascende ao terceiro lugar, com 12 pontos, enquanto o FC Famalicão está em 14.º, com seis.

Boavista FC 3 – 0 SL Benfica

O Boavista FC entrou pressionante e, logo aos 4 minutos, Cannon conseguiu aguentar a pressão de Nuno Tavares e atirou à baliza de Vlachodimos, mas o remate saiu à malha lateral. Pouco depois, Miguel Reisinho respondeu a um livre de Hamache, mas o cabeceamento saiu muito longe. Aos 11′, Darwin Nuñez colocou a bola dentro da baliza axadrezada, mas o lance foi invalidado pelo VAR por fora de jogo do uruguaio.

O Boavista FC não acusou o susto e continuou a pressionar alto, de tal forma que, aos 17′, Angel Gomes acabou derrubado na área, mesmo em frente a Hugo Miguel. Angel Gomes converteu a grande penalidade, assinando o primeiro golo dos axadrezados esta temporada no Bessa.

O primeiro remate dos encarnados à baliza só surgiu à meia-hora de jogo, com Vertonghen a cabecear para uma grande defesa de Léo Jardim. O Boavista FC não quebrou o ritmo e chegou mesmo ao 2-0: Angel recebeu em zona central após uma bela jogada pela direita e serviu Elis para um remate colocado de pé esquerdo à saída de Vlachodimos.

Aos 52′, Darwin esteve muito perto de reduzir para os encarnados, na cobrança de um livre, e, logo a seguir, Vlachodimos negou o 3-0 a Elis. Aos 63′, Jorge Jesus já tinha esgotado as cinco substituições e o SL Benfica começava a apertar o cerco, mas a equipa axadrezada resistia à pressão, apostando tudo no contra-golpe.

Foi assim, de resto, que o Boavista FC chegou ao 3-0: Paulinho recebeu na direita e cruzou rasteiro para a entrada da área, onde Hamache apareceu a fuzilar as redes de Vlachodimos.

Com este resultado, o SL Benfica sofreu a primeira derrota no campeonato e o Boavista FC soma os primeiros três pontos na competição portuguesa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta