Covid-19: Saibam quais os concelhos que passaram a risco elevado a partir de hoje

Foto: fernando zhiminaicela/Pixabay

O Conselho de Ministros da passada quinta-feira realizou a revisão quinzenal da lista dos concelhos de risco elevado em relação à infeção por Covid-19. Foram retirados sete concelhos e acrescentados mais 77, portanto, a lista passa a ter agora 191 concelhos a nível nacional.

Desde as 00h00 de sexta-feira, os seguintes concelhos da região norte deixaram de fazer parte da lista: Mesão Frio, Moimenta da Beira, São João da Pesqueira e Tabuaço. Também Batalha, Pinhel e Tondela saíram desta lista.

Desde as 00h00 desta segunda-feira, passam a fazer parte da lista os seguintes concelhos da região norte: Arcos de Valdevez, Boticas, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Miranda do Douro, Mirandela, Montalegre, Resende, Torre de Moncorvo, Vieira do Minho, Vila Nova de Foz Côa.

Assim, a região norte passa a ter 71 concelhos com risco elevado (dos 86 concelhos que existem no total nesta zona).

Dos 77 concelhos a nível nacional adicionados esta segunda-feira, fazem também parte: Abrantes, Águeda, Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcanena, Aljustrel, Almeida, Almeirim, Alvaiázere, Anadia, Ansião, Arganil, Arronches, Campo Maior, Cantanhede, Castro Daire, Celorico da Beira, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Coruche, Crato, Cuba, Elvas, Estarreja, Évora, Faro, Ferreira do Alentejo, Figueira de Castelo Rodrigo, Grândola, Ílhavo, Lagos, Mangualde, Manteigas, Mealhada, Mêda, Mira, Miranda do Corvo, Monforte, Montemor-o-Velho, Mora, Murtosa, Nelas, Oliveira do Bairro, Ourém, Pampilhosa da Serra, Penalva do Castelo, Penamacor, Penela, Ponte de Sor, Portalegre, Portimão, Proença-a-Nova, Reguengos de Monsaraz, Salvaterra de Magos, São Pedro do Sul, Sátão, Seia, Sousel, Tábua, Tavira, Vagos, Vila do Bispo, Vila Nova de Paiva, Vila Real de Santo António e Viseu.

Nestes concelhos, até, pelo menos, dia 23 de novembro, vigoram as medidas já divulgadas anteriormente e também:

  • durante o fim de semana, a abertura do comércio será a partir das 8h e o encerramento às 13h, exceto em certos casos restritos como farmácias, clínicas e consultórios, estabelecimentos de venda de bens alimentares até 200 m2 com porta para a rua e bombas de gasolina;
  • durante o fim de semana, a partir das 13h, os restaurantes só poderão funcionar para entrega ao domicílio.
Imagem: Ana Regina Ramos

Foi ainda anunciada uma medida extraordinária de apoio ao setor da restauração nestes concelhos onde vigorará a limitação da liberdade de circulação a partir das 13h de sábado.

A medida consiste num apoio de 20% da perda da receita nestes dois fins de semana de novembro (14 e 15/11; 21 e 22/11) com restrições por comparação com a receita obtida nos 44 anteriores.

A partir do próximo dia 25, através do Balcão 2020, os proprietários de restaurantes, cafetarias e equiparados poderão comunicar, sob compromisso de honra, qual foi a receita efetiva que tiveram nestes dois fins de semana.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta