11.ª Jornada da I Liga: Goleada do SC Braga marca jornada

Foto: Ana Regina Ramos/Canva

A 11.ª jornada ficou marcada pela goleada de 4-1 do SC Braga frente ao Boavista FC. O jogo entre o Vitória SC e o FC Porto foi forte, 3-2 ficou o marcador no final do encontro.

Domingo, 27 de dezembro: FC Famalicão 0 – 1 Gil Vicente FC

O Gil Vicente FC conseguiu a primeira vitória fora de casa na edição 2020/21 da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer na visita ao FC Famalicão. Claude Gonçalves fez, aos 40 minutos, o único golo da partida.

O Gil Vicente FC sobe ao nono lugar, com 12 pontos. Sem vencer há quatro partidas no campeonato, o FC Famalicão segue na 10.ª posição, com 11 pontos.

SC Farense 1 – 1 FC Paços de Ferreira

O FC Paços de Ferreira adiantou-se no marcador aos 60 minutos, com um golo de grande penalidade do brasileiro Douglas Tanque, mas o SC Farense, a jogar em casa, chegou ao empate aos 74 minutos, por intermédio do escocês Ryan Gauld.

Com este resultado, o SC Farense está no 15.º lugar do campeonato, enquanto o FC Paços de Ferreira, que somou o terceiro jogo consecutivo sem vencer na prova, é sexto, com 16 pontos.

 

Segunda-feira, 28 de dezembro: Rio Ave FC 1 – 3 CS Marítimo

Os vilacondenses até marcaram primeiro, mas os madeirenses deram a volta ao jogo no segundo tempo com três golos. Depois de duas ameaças por Tarantini, o Rio Ave FC passou para a frente do marcador, aos 14 minutos, por Diego Lopes.

O empate só chegaria no segundo tempo, logo aos cinco minutos, por Joel Tagueu. Os vilacondenses podiam ter passado novamente para a frente aos 59 minutos, mas Amir Abedzadeh travou o remate. Aos 63, chegou a reviravolta, por Joel Tagueu novamente. Marcou Hermes, aos 75 minutos, Kieszek tentou agarrar, mas deixou a bola fugir para dentro da sua baliza.

O CS Marítimo ocupa o sétimo posto, com 13 pontos, enquanto o Rio Ave FC situa-se no 13.º posto, com 11 pontos.

Boavista FC 1 – 4 SC Braga

A equipa de Carlos Carvalhal entrou praticamente a vencer, com um golo de Paulinho logo aos quatro minutos. Aos 15 minutos, Iuri Medeiros fez o tento da noite, num remate forte e colocado, de fora da área, sem hipóteses para o guarda-redes Léo Jardim. Chegou o 2-0. Aos 26 minutos, Ricardo Horta aumentou para 3-0, a passe de Sequeira. A jogada ainda foi ao VAR, que comunicou ao árbitro André Narciso que o lance era legal.

Aos 66 minutos, o Boavista FC reduziu para 1-3 pelo central Devenish, num desvio de cabeça após canto de Hamache. Depois de dois golos anulados pelo VAR por fora de jogo, os minhotos vão chegar aos 4-1 aos 69 minutos, com Ricardo Horta a bisar.

O Boavista FC continua numa situação complicada, sendo 16.º e antepenúltimo classificado, com nove pontos.

 

Terça-feira, 28 de dezembro: Moreirense FC 1 – 0 CD Santa Clara

O único golo do jogo foi marcado por Yan Matheus. O médio-ofensivo recebeu e rematou rasteiro junto ao poste. O jogador estava em posição irregular, mas o árbitro entendeu que a bola foi endereçada pelo defesa adversário Villanueva. Uma decisão confirmada após recurso ao VAR.

Com este golo os ‘cónegos’ regressaram aos triunfos ao sexto jogo, depois de terem registado três derrotas e dois empates, alcançando o primeiro triunfo ainda para o técnico César Peixoto.

O Moreirense FC subiu ao nono lugar, com os mesmos 13 pontos do CD Santa Clara, que baixou ao 10.º posto.

 

Vitória SC 2 – 3 FC Porto

O primeiro golo da partida surgiu bem cedo, logos aos sete minutos, com um remate de Rochinha do meio da rua. A bola ainda desviou em Diogo Leite, enganando Marchesín, e só parou quando entrou em contato com as redes. Só perto do intervalo é que o FC Porto conseguiu marcar.

Oliveira levantou para a área, Marega amorteceu para Mehdi, que desviou à vontade para o fundo das redes. O lance foi alvo de VAR que validou a posição legal do maliano. Aos 63 minutos, após um belo cruzamento milimétrico de Quaresma, Estupiñán apareceu entre Sarr e Matheus Uribe e fez de cabeça o 2-1.

Três minutos, Luis Díaz atira para a área onde Taremi atirou rasteiro e repôs a igualdade. À entrada para o minuto 80, o FC Porto chegou ao golo do triunfo. Num corte incompleto na área, a bola sobrou para Díaz, que dominou a bola e rematou sem hipóteses para Bruno Varela.

Com esta vitória, o FC Porto fecha a ronda no terceiro lugar, com 25 pontos, enquanto o Vitória SC é quinto, com 19.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta