Cerca de 1500 militares no Molhe nas celebrações do 10 de junho

As celebrações do Dia de Portugal deste ano passaram pela cidade do Porto. No passado sábado, cerca de 1500 militares dos três ramos das Forças Armadas deram início às cerimónias pelas 9h15, no Largo do Molhe, que contou com a presença das mais altas figuras do Estado Português: o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa.

Durante a cerimónia, o chefe de Estado condecorou um sargento-chefe da Força Aérea, recuperador salvador, um capitão-tenente da Marinha envolvido no planeamento de operações no Mediterrâneo e um primeiro-cabo do Exército, recém-chegado do Kosovo.

De acordo com o porta-voz das Forças Armadas, Helder Perdigão, as comemorações militares do 10 de junho, que já não aconteciam na Invicta há 11 anos, contaram, pela primeira vez, com a presença de 25 cavalos (nove da escola de Mafra e 16 do colégio militar).

As comemorações seguiram-se do outro lado do Atlântico, nomeadamente no Brasil, em São Paulo e no Rio de Janeiro, nesta que é a segunda vez que as celebrações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas são repartidas entre Portugal e um país estrangeiro.

O presidente da República e o primeiro-ministro viajaram, assim, este domingo, dia 11 de junho, entre São Paulo e o Rio de Janeiro, num avião militar da Embraer, o KC-390, que substituirá os C-130.

No final das comemorações, ao final do dia, Marcelo Rebelo de Sousa regressa a Portugal, enquanto António Costa inicia as visitas oficiais à Argentina e ao Chile, permanecendo dois dias em cada um destes países.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Este conteúdo está protegido!!!