Porto: “Praias acessíveis” e com “qualidade de ouro”

Foto: Ana Regina Ramos

O verão já começou e com ele vêm os belos dias de praia. Na hora de escolherem o local para se bronzearem e refrescarem nas águas salinas, a presença da Bandeira Azul deve ser um fator a ter em conta. Na passada terça-feira, dia 20 de junho, a Bandeira Azul foi hasteada nas praias portuenses.

A cidade Invicta arrecadou mais uma praia na categoria “Praia Acessível”, ficando com um total de duas praias com esta distinção. Já o galardão “Praia com qualidade de ouro” foi alcançado por oito praias em cuja Bandeira azul foi hasteada.

Da foz do rio Douro à praia do Homem do Leme, são três as zonas balneares, abrangendo oito praias que ostentam a Bandeira Azul.

“Praia Acessível” e “Praia com Qualidade de Ouro”

A novidade deste ano é a conquista de mais uma “Praia Acessível – Praia para Todos!”. A praia que recebeu esta distinção foi a Praia do Carneiro que possui equipamentos adaptados para receber pessoas com mobilidade reduzida, cumprindo todos os requisitos para receber esta diferenciação.

Segundo o Portal de notícias do Porto, “as instalações sanitárias, os acessos com rampas e corrimãos, a existência de um equipamento anfíbio de auxílio ao banho e um serviço de apoio à sua utilização, lugares de estacionamento nas imediações e restaurante junto ao areal” foram algumas das características que fizeram a praia conquistar esta condecoração.

Deste modo, a Praia do Carneiro junta-se à Praia do Homem do Leme que era, até ao momento, a única praia portuguesa que contava com este título.

“Praia com Qualidade de Ouro” foi o galardão, atribuído pela QUERCUS, às oito praias que apresentam a Bandeira Azul. Também esta categoria conta com critérios específicos para receber esta classificação, entre eles, encontram-se a água balnear com qualidade de ouro, uma zona balnear com um nível de qualidade de água “excelente” nas últimas quatro épocas balneares e todas as análises do último ano que devem passar nos critérios mais apertados da diretiva europeia sobre as águas balneares.

A Zona Balnear do Castelo do Queijo é a única que não possui nenhum dos galardões por ficar aquém das expectativas no que toca à qualidade para prática balnear. A zona apresenta uma qualidade “boa” e não “excelente”, como é requerido nos fatores para receber a distinção.

O que é a Bandeira Azul?

Bandeira Azul é um programa cujos objetivos passam pela promoção da sustentabilidade dos mares, lagos e orla costeira, assim como incentivos comportamentais de respeito para com a Natureza.

Para se ganhar este galardão ambiental existem uma série de critérios a serem cumpridos. Entre os parâmetros encontram-se a gestão ambiental, educação ambiental, informação, qualidade balnear, serviços e segurança dos utentes.

Podem-se candidatar a receber o galardão zonas balneares, portos de recreio e marinas e embarcações de recreio.

O desenvolvimento do galardão em Portugal está a cargo da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), secção portuguesa da Foundation for Environmental Education (FEE).

Adicionalmente, conta ainda com o apoio Agência Portuguesa do Medicamento, entre as mais variadas entidades públicas e privadas com responsabilidades na gestão das praias, marinas e portos de recreio.

Segundo o site Bandeira Azul, “informar, sensibilizar, envolver e agir em prol dos oceanos” é a missão deste projeto.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta