Póvoa de Lanhoso aderiu à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis

O município da Póvoa de Lanhoso formalizou a sua adesão à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, que pretende a promoção de políticas locais de saúde de acordo com os princípios e estratégias promovidos pela Organização Mundial de Saúde.

“Pretendemos agora atribuir um maior peso à promoção da saúde”, refere o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, que revelou que vai apresentar, “ainda este ano”, um regulamento atualizado das respostas sociais, que terá dois novos projetos no âmbito da saúde: “o apoio na medicação para idosos e o apoio na vacinação infantil”.

Com esta adesão à Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, a autarquia afirma, no seu site, que comprometeu-se a elaborar um Perfil de Saúde do Concelho e um Plano de Ação com atividades de promoção de saúde.

A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, conta com 50 municípios aderentes e consiste numa associação que pretende, de acordo com o seu site, “apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos”.

Constituída formalmente a 10 de outubro de 1997, esta Rede desenvolve a sua intervenção tendo por base o apoio e a promoção da definição de estratégias locais suscetíveis de favorecer a obtenção de ganhos em saúde e a promoção da cooperação e comunicação entre os municípios da Rede e as restantes redes nacionais participantes no projeto Cidades Saudáveis da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Deixe um comentário

error: Content is protected!