Vem aí a terceira edição do Pitching Talent para alunos da Universidade do Porto

A terceira edição do Pitching Talent está pronta para arrancar já dia 13. Dividido em três fases, o Pitching Talent é uma ideia inovadora que vem ajudar a criar a ponte entre alunos e empresas. O Jornal Referência esteve à conversa com Alexandre Rodrigues, diretor do departamento de projeto e criador do conceito e da equipa.

O Pitching Talent ainda é um projeto bebé que se está a cimentar. A ideia principal é ajudar jovens a conhecer melhor o mercado de trabalho e ajudar empresas a conhecer quem futuramente lhes possa interessar. Dito por miúdos, nesta altura, não só alunos da Faculdade de Economia do Porto (FEP – FEP First Connection), mas de toda a Universidade do Porto podem participar no Pitching Talent; o que têm de fazer é apresentar-se, autopromover-se e cativar as potenciais empresas envolvidas no projeto.

Em cerca de um minuto, os alunos deverão preparar a sua melhor apresentação e cativar o alvo, ou seja, a empresa que, no futuro, pode contratá-lo. Alexandre Rodrigues lembra que “os estudantes que neste momento estão a fazer um Pitching Talent são aqueles que daqui a cinco anos podem estar nos mais altos cargos das empresas que estão a avaliá-los”.

O projeto subdivide-se em três fases: a primeira é a apresentação do candidato à empresa que não deve passar os 60 segundos; depois a segunda fase trata-se de uma componente de formação de que o projeto dispõe, “de encontro à comunicação, ao melhoramento do pitch e também do CV”; e a terceira fase que é a elaboração de um pitch “mais avançado” pessoalmente e individualmente com a empresa.

O projeto tem vindo a ganhar forma e destaque na Universidade do Porto como uma ideia inovadora de interesse e qualidade. “Estamos a cimentar o projeto para que, de hoje em diante, comece a ganhar outra dimensão”, sustenta o diretor do projeto, Alexandre Rodrigues.

Deixe um comentário

error: Content is protected!