Douro: Empresa de vinhos com mais de 260 anos estreia espumante rosé e lança nova colheita

Foto: Manuel Venturini/Unsplash

A mais antiga empresa de vinhos de Portugal, a Real Companhia Velha, estreia um espumante rosé e lança uma nova colheita. Está no mercado há 263 anos, é proprietária de 540 hectares de vinha, dona de quintas do Douro e exporta 65 por cento da produção.

Ora, o primeiro espumante numa época de nova “geração” da Real Companhia Velha nasceu da colheita de 2011, sob a marca Séries e feito com uvas de Chardonnay e Pinot Noir. A aceitação do público e a crítica do consumidor foram “tão boas” que ditaram o salto de Séries para a marca mãe: Real Companhia Velha, refere a empresa.

Assim, o Real Companhia Velha Espumante Bruto Branco foi materializado nas colheitas de 2012, 2013 e 2014. A novidade que agora chega ao mercado é resultado da colheita de 2015.

Por altura natalícia e de final de ano, a Real Companhia Velha lançou não apenas uma nova colheita do seu “bruto branco”, mas estreou também um “bruto rosé”, feito cem por cento de Pinot Noir. De acordo com a empresa, a estreia do Real Companhia Velha Espumante Bruto Rosé faz-se com a colheita de 2013, numa edição limitada a 1500 garrafas.

As sugestões 

Ter um Real Companhia Velha Espumante Bruto Branco 2015 pode custar, no máximo, cerca de 22 euros. “Saboroso e delicado, apresenta surpreendentes notas de brioche, num perfil único para um espumante duriense”, explica o enólogo Jorge Moreira, citado num comunicado da empresa.

Já um Real Companhia Velha Espumante Bruto Rosé 2013 chega aos 23 euros e trata-se do primeiro Real Companhia Velha Espumante Bruto Rosé. Sobre este vinho, Jorge Moreira traduz a leve cor rosada “com uma excelente expressão no nariz, notas florais e delicadas nuances de frutos vermelhos, mostrando intensidade e complexidade. Na boca, mostra volume, mas muita elegância e finesse, com sabores que se adivinham no nariz, e uma acidez viva e refrescante”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta