OPINIÃO: “Eu sou campeão!”

Crónicas Avulso

O Sporting é campeão! Já não é novidade para ninguém, mas é a primeira crónica que escrevo desde aí, portanto vão ter de ler novamente acerca desse feito magnífico. É verdade que não vencíamos o campeonato desde que eu estava nas eminências dos meus quatro anos, mas isso importa na hora de ser campeão? Se querem que vos diga, frisar isso numa altura como esta é pura inveja e ressentimento.

Há também quem mencione que o Sporting foi campeão por demérito alheio… ora, ora, ora… meus amigos, havendo uma equipa campeã, significa que existiram outras dezassete equipas que não foram boas o suficiente para lá estar. Não se diz que “a menos má venceu o campeonato”, pois não? Não faria sentido.

Se há coisa que aprendi estes anos todos a ver o Benfica e o Porto a ser campeão, é que no momento da festa de nada vale estar a rebaixar a felicidade alheia. À exceção do campeonato de 2015/2016, que perdemos para o Benfica o título a dois pontos… (ainda hoje me custa pensar nisso) com essa exceção, todos os que não foram campeões devem ficar calados e esperar que a próxima época seja melhor. Pelo menos na hora em que os outros celebram alegremente o seu título. É preciso ser-se muito egoísta para se procurar maneiras de destroçar a felicidade de outrem.

Quanto aos festejos, se provocaram ou não uma hipotética quarta vaga… bem, vou esperar para se ter a certeza disso, pois não quero falar em vão. Mas é possível relembrar que ao longo deste período existiram eventos que foram criticados e dizimados publicamente apenas pelo seu acontecimento.

Entretanto desviei-me novamente do tema da crónica. Há que felicitar o campeão, o Sporting Clube de Portugal, pela época magnifica que fez (que até agora apenas sofreu uma derrota) e com um grupo de miúdos que na sua maioria são mais novos que eu. Alguns a jogar pela primeira vez na primeira divisão, outros que nem nascidos eram a última vez que a festa se fez de verde e branco… e com um treinador que merece um grande mérito pelo que conquistou (inclusive a tal “carta de treinador” a “meio” da época).

Parabéns aos miúdos, ao Rúben Amorim, ao Sporting Clube de Portugal e, do fundo do coração, obrigado!

One thought on “OPINIÃO: “Eu sou campeão!”

Deixe um comentário

error: Content is protected!