Novo ano começa com “semana de contenção” da pandemia

Face à evolução da pandemia em Portugal, o Governo decidiu, após ouvir os especialistas e os partidos, definir um conjunto de medidas preventivas para conter o crescimento da pandemia nas próximas semanas.

A partir do dia 1 de dezembro, vai ser declarado o Estado de Calamidade para todo o território nacional continental e vão ser adotadas as seguintes medidas: Uso obrigatório de máscara em todos os espaços fechados e em todos os recintos não excecionados pela DGS; Apresentação do certificado digital obrigatória no acesso a restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local, eventos com lugares marcados e ginásios.

Além disso, vai ser ainda exigido teste negativo obrigatório (mesmo para as pessoas vacinadas) no acesso a: Visitas a lares; Visitas a pacientes internados em estabelecimentos de saúde; Grandes eventos sem lugares marcados (ou em recintos improvisados) e recintos desportivos; Discotecas e bares. Nas fronteiras, vai ser também exigido teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal (mesmo para pessoas vacinadas), sendo que vão existir sanções fortemente agravadas para as companhias aéreas.

De 2 a 9 de janeiro, vai ser uma “semana de contenção” dos contactos existentes na época festiva, por isso: o teletrabalho vai ser obrigatório, sempre que as funções o permitam; as aulas recomeçam a 10 de janeiro; Discotecas e bares vão ficar encerradas.

Como recomendações gerais, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou a testagem regular e o teletrabalho, sempre que as funções o permitam.

Deixe um comentário

error: Content is protected!