Protestos no Hospital de Penafiel

Esta quarta-feira cerca de 90% dos trabalhadores da cantina do Hospital Padre Américo, em Penafiel, mostraram-se descontentes com as condições dadas pela empresa para a qual trabalham e resolveram fazer uma greve.

Salários aumentados e carreiras reconhecidas pela empresa que fornece as refeições, a Eurest, é o que os trabalhadores da cantina do Hospital de Penafiel querem com o protesto da manhã desta quarta-feira.

Há 6 anos que os salários não sofrem alterações, há falta de pessoal na cantina e “os feriados são pagos a 10 euros”, afirma um dos funcionários do hospital. Contudo, “há muitas mais coisas que se passam lá, mas que ninguém sabe”, conta ao Jornal Referência.

Foram estas as condições que levaram a que os funcionários da cantina fizessem a greve. Os serviços mínimos foram garantidos, mas os médicos, enfermeiros e outros funcionários do hospital tiveram de procurar outro sítio para almoçar.

A greve, que durou apenas um dia, foi liderada pelo Sindicato de Hotelaria do Norte.

Ana Regina Ramos e Hugo Pinto

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Este conteúdo está protegido!!!