29ª Jornada da I Liga: Mudanças no topo da tabela aumentam a importância do clássico

O fim do campeonato está mais perto do que se possa julgar e os pontos – ou perda deles – são cada vez mais decisivos. Na 29ª jornada, o Benfica afirmou-se e conquistou três pontos. O FC Porto teve um deslize em Braga e ficou mais distante do líder, a três pontos. O Sporting mostrou estar em boa forma, antes de arrancar para o clássico que pode decidir o campeonato.

 

Sexta, dia 14 de abril: Boavista 0-0 Paços de Ferreira

A 29ª jornada da I Liga arrancou sem golos, no Estádio do Bessa. O Boavista somou o quinto jogo sem vencer, num empate frente ao Paços de Ferreira, que também já não conquista três pontos há nove semanas.

A primeira oportunidade de golo surgiu aos 11 minutos, com uma grande penalidade para o Boavista. Fábio Espinho não acertou na baliza e falhou a oportunidade de abrir o marcador.

Os “axadrezados” viram, desde cedo, a sua equipa reduzida a dez jogadores, quando Idris foi expulso, após receber o segundo amarelo, aos 37 minutos da partida.

Os restantes 45 minutos do encontro prosseguiram sem lances de perigo de parte a parte e ficaram marcados pelo regresso do avançado do Paços de Ferreira, Cícero, que estava afastado da competição há vários meses, devido a lesão.

Embora não tenha vencido, o Boavista conseguiu passar à frente do Vitória de Setúbal e segue agora no décimo lugar, com 35 pontos. O Paços de Ferreira continua nos lugares de perigo de despromoção, na 14ª posição da tabela.

Benfica 3 – 0 Marítimo

O Benfica, líder do campeonato, estava à distância de apenas um ponto do segundo classificado, o FC Porto, e estava, assim, obrigado a ganhar frente ao Marítimo para seguir no topo da tabela. Assim foi esta jornada.

As águias derrotaram a equipa madeirense por 3-0. A primeira parte da partida foi suficiente para o Benfica resolver o jogo. O guarda-redes do Marítimo abriu o marcador ao colocar a bola dentro da própria baliza, depois de um cruzamento de Rafa para o centro da grande área.

Um minuto depois, Rafa voltava a surgir pela esquerda, passando a bola para Pizzi, e Jonas a receber e a finalizar. Charles não teve hipótese e o brasileiro fez o 2-0.

Já se contavam os segundos para o descanso, quando Pizzi e Jonas voltaram a fazer das suas. O médio português marcou um canto e ofereceu a bola ao avançado brasileiro, que bisou e fechou o marcador.

Na segunda parte, o Marítimo tentou dar a volta ao resultado, mas as águias organizaram-se para proibirem qualquer tentativa de golo dos madeirenses.

Com esta vitória, o Benfica aumentou para quatro pontos a sua vantagem para o FC Porto, que não conseguiu vencer em Braga. O Marítimo continua num lugar confortável, na sexta posição da tabela classificativa.

Belenenses 1- 3 Estoril

O Belenenses já teve melhores dias. Na 29ª jornada, foi derrotado em casa, por 1-3, pelo Estoril, que não vencia para o campeonato há 37 anos no Restelo.

Os canarinhos puseram-se cedo em vantagem no marcador. Kléber Pinheiro fez o primeiro golo, ainda a partida tinha começado apenas há dez minutos.

A equipa da casa ainda conseguiu empatar, com um golo de Maurides, aos 22 minutos, mas a igualdade foi de pouca dura. Três minutos depois, o Estoril fez o 2-1, por intermédio de Allano.

O terceiro golo foi uma estreia de Carlinhos, que fechou a vitória, por 3-1, nos últimos minutos do encontro.

O Belenenses somou, assim, cinco derrotas consecutivas e segue no 12º lugar do campeonato. O Estoril Praia está na 15ª posição, com 28 pontos.

Vitória de Setúbal 0 – 3 Sporting

Depois de três jornadas consecutivas sem derrotas, o Vitória de Setúbal deixou-se dominar, em casa, pelo Sporting, que saiu a vencer por 0-3.

O regresso de Gelson Martins à titularidade teve direito a golo. O jogador leonino inaugurou o marcador, ao minuto vinte da partida e o 1-0 manteve-se até ao intervalo.

Numa segunda parte dominada pelos leões, William de Carvalho fez o segundo golo, quando o relógio marcava 56 minutos de jogo. O melhor marcador da liga adicionou um golo à contagem pessoal e consolidou o resultado, ao fazer o 3-0.

A equipa verde e branca segue para o clássico a uma distância de oito pontos do líder Benfica, mas numa fase vitoriosa. O Setúbal, por sua vez, ocupa o 11º lugar do campeonato, com 35 pontos.

Sábado, dia 15 de abril: Arouca 2 – 0 Feirense

O Arouca renasceu das cinzas e regressou às vitórias, este sábado, depois de um ciclo de oito jogos sem vencer, no dérbi de Aveiro, frente ao Feirense. A equipa da casa bateu os visitantes por 2-0.

Uma falta na grande área do Feirense foi o mote para o primeiro golo dos anfitriões. Kuca sofreu grande penalidade e foi ele próprio a marcá-lo e a dar origem ao 1-0. Depois de quebrar o enguiço, Kuca bisou, nos primeiros minutos da segunda parte da partida e encerrou o resultado.

A vitória em casa permitiu que o Arouca subisse ao 13º lugar. Já o Feirense segue melhor posicionado, no nono lugar da tabela.

Chaves 2 – 3 Vitória de Guimarães

O Chaves perdeu em casa por 2 bolas a 3 do Vitória de Guimarães, num jogo a contar para a 29ª jornada da I Liga.

Os vitorianos dominaram os primeiros 45 minutos e marcaram na baliza adversária três vezes, com golos de Teixeira, Hernâni e Hurtado aos 12, 14 e 36 minutos, respetivamente.

A resposta do Chaves só chegou na segunda parte com dois golos de Rafael Lopes e William, mas não foi suficiente.

O Vitória de Guimarães ocupa, assim, o quarto lugar com 53 pontos e o Chaves quatro posições abaixo, em oitavo lugar, com 36 pontos.

Tondela vs Rio Ave

Após nove jogos sem vencer, o Tondela parece que finamente quebrou o feitiço e marcou dois golos, contra um do Rio Ave.

A sorte bateu à porta dos tondelenses e um autogolo de Marcelo deu a vantagem à equipa do Clube Desportivo de Tondela (CDT) aos 8 minutos.

Sorte de uns, azar de outros, já que o Rio Ave viu-se reduzido a dez jogadores logo nos primeiros 10 minutos de jogo. Cássio foi expulso, mas, mesmo assim, a equipa vila condense mostrou-se firme e, antes do final da primeira parte, chegou ao empate, com um golo de Krovinovic.

A segunda parte voltou a dar cartas ao Tondela, que confirmou a vantagem com o segundo golo de Osório.

Apesar da vitória do Tondela, quem vai à frente continua a ser o Rio Ave, que soma 39 pontos, ao passo que o CDT conta apenas com 20 pontos e ocupa o 18º lugar no campeonato.

SC Braga 1 – 1 FC Porto

Os Dragões escorregaram na corrida ao título, com um empate frente ao SC Braga. Os azuis e brancos não conseguiram marcar território na primeira parte e isso refletiu-se no resultado.

Aos minhotos bastou meia dúzia de minutos para conseguirem uma vantagem de um golo, obra de Pedro Santos. Só na segunda parte a Invicta conseguiu dar resposta: Soares marcou e equilibrou o resultado.

Já em tempos de descontos da primeira parte, Oliver sofre grande penalidade: penalti a favor do Braga, mas Pedro Santos desperdiçou a oportunidade e atirou a bola ao poste, que estava no sítio errado, à hora errada.

Um empate não chegava ao FC Porto, que, na segunda parte, esteve superior à medida que o SC Braga se ia aguentando.

O FCP saiu da cidade minhota sem as amêndoas da Páscoa e continua atrás do Benfica que se mantém na liderança.

Na sequência deste jogo, Brahimi em campo foi dos que mais tentou arranjar soluções, sem sucesso, por outro lado, já no banco de suplentes conseguiu um castigo de dois jogos.

O Conselho de Disciplina (CD) considerou que o jogador terá feito “gestos ameaçadores e reveladores de indignidade”, por isso, além de falhar o jogo com o Feirense e o Chaves, o jogador da equipa azul e branca ainda foi multado no valor de 765 euros. O clube portista já apresentou queixa contra o árbitro Tiago Antunes.

Mónica Moreira e Vanessa Pereira

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Este conteúdo está protegido!!!