34.ª Jornada I Liga: FC Porto fica pelo segundo lugar e SC Braga pelo terceiro

O campeão nacional da temporada 2022/23 foi deixado para decidir na 34.ª e última jornada do campeonato, apesar de já estar tudo praticamente fechado. O FC Porto tinha de vencer e o SL Benfica perder, coisa que não aconteceu para o lado das águias. Assim, os dragões ficam-se pelo segundo lugar da tabela classificativa.

Outra decisão adiada para a última jornada era o quinto e o sexto lugar: O Vitória SC, ao perder frente ao FC Porto, termina a época na sexta posição, lugar que dá acesso a disputar a segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa. O FC Arouca, ao triunfar frente ao Portimonense SC, assegurou um lugar na terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa

Sexta-feira, 26 de maio: Rio Ave FC 2 – 2 FC Famalicão 

O Rio Ave FC e o FC Famalicão empataram a dois golos, no encontro que abriu a 34.ª e última jornada da I Liga, disputado em Vila do Conde. Rúben Lima, aos 10 minutos, Dobre, aos 12’, marcaram os golos dos famalicenses, que viram Zaydou ser expulso, aos 29’. Já na segunda parte, Boateng ao minuto 70, e Leonardo Ruiz, aos 82’, empataram para a equipa de Vila do Conde. 

O FC Famalicão ocupa o oitavo lugar, com 44 pontos, enquanto o Rio Ave FC vai terminar a temporada na 12.ª posição, com 40. 

FC Vizela 1 – 2 Sporting CP 

Os leões começaram a partida em Vizela a perder, graças a um golo de Osmajić. Mas um tento de cabeça de Gonçalo Inácio ainda no primeiro tempo colocou a igualdade no marcador. Um autogolo de Ivanildo Fernandes já perto do final garantiu uma despedida do Sporting CP com um triunfo. 

O Sporting CP acaba no quarto posto com 74 pontos e o FC Vizela termina em 11.º com 40. 

 

Sábado, 27 de maio: Gil Vicente FC 1 – 0 Casa Pia AC 

O Gil Vicente FC fechou a sua participação na I Liga com uma vitória caseira sobre o Casa Pia AC, por 1-0. O único golo do encontro foi marcado aos 63 minutos, por intermédio do avançado espanhol Fran Navarro, que chegou aos 17 tentos na I Liga.  

Os gilistas ficam no 13.º lugar, com 37 pontos, enquanto o Casa Pia AC, que terminou a partida reduzido a 10 elementos, por expulsão de Yuki Soma, aos 71 minutos, é décimo classificado, com 41. 

GD Chaves 1 – 4 Boavista FC 

O Boavista FC goleou por 4-1 na visita ao GD Chaves, num jogo em que os transmontanos tiveram três jogadores expulsos: Guima, Benny e Abbas serem expulsos aos 67′, 69′ e 89′, respetivamente. 

Seba Pérez, aos 37 minutos, Boženík, aos 42’ e 62,’ e Makouta, aos 81’, marcaram os golos dos boavisteiros, enquanto Héctor Hernández, aos 46’, fez o tento dos flavienses.  

O Boavista FC fecha a época no nono lugar, com 44 pontos, enquanto o GD Chaves ficou com a sétima posição, com 46. 

FC Porto 3 – 0 Vitória SC 

A equipa de Guimarães jogou, praticamente, encostada à sua baliza. Não que quisesse defender o resultado, até porque também procurava os três pontos, necessários para garantir um lugar nas competições europeias, mas a pressão portista assim obrigou.  

Taremi, Otávio e Evanilson marcaram os golos que permitiram o triunfo ao FC Porto. Os Dragões acabaram por terminar na segunda posição, com 85 pontos, passando o testemunho do título de campeão nacional ao rival SL Benfica.  

Já o Vitória SC foi ultrapassado pelo FC Arouca no quinto posto e vai ter de disputar a segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, ficando em sexto, com 53 pontos. 

Portimonense SC 0 – 2 FC Arouca 

Antony, aos 49 minutos, e Alan Ruiz, dois minutos depois, marcaram os golos da formação arouquense, que somou 54 pontos e ultrapassou, por um ponto, os vimaranenses.  

Com este resultado, o FC Arouca assegurou um lugar na terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, alcançando a quinta posição com 54 pontos. O Portimonense SC terminou no 15.º lugar, o primeiro acima do lugar de play-off, com 34. 

SC Braga 3 – 0 FC Paços de Ferreira  

Álvaro Djaló, aos oito minutos, Ricardo Horta, aos 29’, e Banza, aos 51’, marcaram os golos dos bracarenses, assegurando a terceira posição na tabela classificativa. Com a vitória frente ao FC Paços de Ferreira, os ‘guerreiros do Minho’ alcançaram 78 pontos, a melhor pontuação da história do clube. 

O FC Paços de Ferreira terminou na 17.ª e penúltima posição, com 23 pontos, regressando à II Liga após quatro temporadas consecutivas no primeiro escalão. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Este conteúdo está protegido!!!