Fonoteca Municipal do Porto abriu portas hoje

Foto: Fonoteca Municipal do Porto

A Fonoteca Municipal do Porto abriu portas este sábado, inserida no Complexo da Arda (dedicado à gravação e produção fonográfica), em Campanhã.

Este espaço é um arquivo sonoro e um espaço público de apreciação musical constituído pela coleção de discos de vinil da cidade, representativo de grande parte da produção discográfica em Portugal, assim como discos importados, de artistas internacionais e obras de conteúdo não musical, como poesia ou discursos políticos.

O acervo é composto por uma coleção de mais de 35 mil discos de vinil e provém, principalmente, de doações da Rádio Renascença e da Rádio Difusão Portuguesa, assim como de instituições e particulares que reconheceram a importância do projeto, continuando aberta a doações de todos os interessados.

O projeto produzirá podcasts, artigos e mostras visuais sobre artistas, temas, géneros, entre outros, dos materiais que integram a coleção. A longo prazo, e assim que as regras impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) o permitam, a FMP oferecerá uma agenda de atividades que refletem a intenção de relacionar a história da música com a cultura contemporânea, onde se incluirão concertos de artistas convidados tendo como base o arquivo existente, programas de escuta ativa semanal, visitas escolares e residências artísticas.

O espaço estará aberto de terça a sábado, das 14 às 19 horas, exceto feriados, sendo necessária uma marcação prévia (através do email ou contacto telefónico) para visitá-lo e consultar o arquivo, em sessões com a duração máxima de uma hora.

A partir deste sábado estará também online o arquivo digital no site da Fonoteca Municipal do Porto, refere Porto.pt.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta