Liga Portugal distingue Estádio do Dragão por projeto inovador

Foto: Ana Regina Ramos

O Estádio do Dragão, no Porto, é o primeiro no mundo a implementar o código de cores (ColorADD) para daltónicos e, por isso, a Fundação do Futebol-Liga Portugal atribuiu a distinção de Responsabilidade Social referente a janeiro de 2021.

Este é um projeto inovador do clube dos dragões e será alargado também a todas as outras infraestruturas do FC Porto, ajudando todos aqueles que têm dificuldades em distinguir ou identificar cores, facilitando, assim, o acesso ao estádio, nomeadamente às pessoas daltónicas.

Numa primeira fase, o código ColorADD foi aplicado nos parques de estacionamento (organizados por cores) e nos coletes de treino dos principais escalões, momentos estes em que a cor pode ser um veículo de distinção e identificação.

Esta é uma linguagem universal, inventada pelo portuense Miguel Neiva, que representa as três cores primárias – azul, amarelo e vermelho – através de símbolos gráficos. Um código que “tem tanto de simples quanto de útil e que faz do FC Porto e do Estádio do Dragão um exemplo mundial no que respeita à agenda 2030 e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, refere um comunicado da Liga Portugal.

“Qualquer iniciativa que seja de inclusão, na vertente da Responsabilidade Social, é de louvar e enaltecer. O FC Porto, como pioneiro nesta ação, está de parabéns, sendo esta uma iniciativa que permitirá a todos os que vão ao Estádio do Dragão, e não consigam distinguir as cores, não se sentirem excluídos. Questões como acessibilidades, inclusão e sustentabilidade ambiental estarão sempre na primeira linha de distinção da Liga Portugal e da sua Fundação do Futebol”, afirmou Susana Rodas, diretora de Marketing da Liga Portugal, citada no comunicado.

“O FC Porto, sendo uma marca que representa uma região, desde sempre que assumiu na sua estratégia a sua responsabilidade na consciencialização para temas como a inclusão, respeito e igualdade, pelo que este reconhecimento por parte da Fundação Futebol – Liga Portugal, nos enche de orgulho. A inclusão pela cor é mais uma aposta do FC Porto para tornar as suas infraestruturas cada vez mais inclusivas, de uma forma não discriminatória”, revela Teresa Santos, responsável pela área de Sustentabilidade do FC Porto.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta