24.ª Jornada da I Liga: FC Porto vence jogo através de autogolos

Imagem: Ana Regina Ramos/Canva

A 24.ª jornada da I Liga ficou marcada pela confusão entre Sérgio Conceição e Paulo Sérgio, uma discussão acesa após o 2-1, tendo sido ambos expulsos.

Nesta jornada, os clubes da I e da II Liga, em vez dos nomes dos jogadores, utilizaram a frase “Racismo não”, uma vez que, no passado domingo, assinalou-se o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, contudo, o FC Porto recusou-se a utilizar a mesma frase na camisola do equipamento.

Sexta-feira, 19 de março: Gil Vicente FC 2 – 0 CD Nacional

Pedro Marques, aos 55 minutos, e Samuel Lino, aos 71, marcaram os golos dos barcelenses, que somaram, pela primeira vez esta temporada, duas vitórias consecutivas no campeonato e subiram ao 12.º lugar, com 25 pontos.

O CD Nacional, que somou a sexta derrota consecutiva, caiu para o 17.º lugar, com 21 pontos, apenas um acima da zona de despromoção.

 

Sábado, 20 de março: FC Paços de Ferreira 3 – 0 Moreirense FC

O resultado foi escrito ainda nos primeiros 45 minutos, ou seja, com todos os golos a surgirem na primeira parte. Aos 12 minutos, Douglas Tanque converteu com sucesso uma grande penalidade, com um pontapé forte e colocado, sem hipótese de defesa para Pasinato, depois de ele mesmo ter sido derrotado dentro da grande área do Moreirense FC.

Depois, aos 20 minutos, foi a vez de Luther marcar e dilatar a vantagem pacense. Jogada rápida do ataque, com a bola a chegar a Luther Singh, que atirou em arco, fora do alcance de Pasinato. O golo ainda foi analisado pelo VAR, que confirmou a decisão inicial do árbitro. O 3-0 final surgiu aos 44 minutos. Outra vez Luther Singh na jogada, desta feita, a cruzar da esquerda, com Hélder Ferreira a rematar à baliza e a fazer o terceiro.

Na segunda parte, o resultado não sofreu alterações e, com esta vitória, a equipa de Pepa reforça o quinto posto, agora com 44 pontos. O Moreirense FC está no oitavo posto, com 30 pontos.

Portimonense SC 1 – 2 FC Porto

Os golos na própria baliza de Possignolo e Samuel deram a vitória aos dragões. Candé fez o golo dos algarvios.

A partida ficou marcada pela confusão entre Sérgio Conceição e Paulo Sérgio depois do 2-1, com os dois treinadores a envolverem-se numa acesa troca de palavras e a serem expulsos.

O FC Porto encontra-se no segundo posto da tabela classificativa, com 54 pontos, enquanto o Portimonense SC está em 13.º, com 23 pontos.

Sporting CP 1 – 0 Vitória SC

Os primeiros minutos da partida até foram mornos, com o remate de João Mário para defesa de Varela a ser o lance que deu um verdadeiro safanão no jogo. O guardião do Vitória SC voltou a aquecer as mãos ao minuto 17′, num remate à meia-volta de Pedro Gonçalves.

Com o Vitória SC praticamente a ver jogar, os leões atiraram mesmo a bola para o fundo das redes ao minuto 36′, depois de um tento de Tiago Tomás após assistência de Pedro Gonçalves. Contudo, o lance acabou por ser anulado pelo VAR, porque a bola tinha saído pela lateral no início da jogada.

Mas os vimaranenses responderam e de que maneira, atirando duas bolas aos postes no espaço de um minuto. Primeiro foi Edwards, que, numa jogada individual, disparou com Adán a defender para os ferros.

Na sequência de um livre, João Mário levantou o esférico, com Palhinha a assistir de cabeça para o golo de Gonçalo Inácio. O árbitro começou por anular o lance, mas depois e com novo recurso ao VAR, o golo acabou por ser confirmado.

O final da partida acabou por ser de emoção, com as lágrimas de Dário Essugo. O menino de 16 anos que fez a sua estreia com a camisola do Sporting CP e reescreveu a história do clube.

O Sporting CP mantém-se no primeiro lugar, com 64 pontos, mais 10 que o FC Porto. Já o Vitória SC mantém a sexta posição, com 35.

 

Domingo, 21 de março: Rio Ave FC 0 – 0 Belenenses SAD

O guarda-redes russo Stanislav Kritciuk foi expulso logo aos três minutos, deixando com menos um jogador o Belenenses SAD.

A equipa visitante manteve-se na 10.ª posição, com 26 pontos. Um lugar acima e com mais um ponto, o Rio Ave FC somou o terceiro encontro consecutivo sem derrotas.

Boavista FC 0 – 1 SC Farense

Num duelo entre ‘aflitos’, o SC Farense entrou bem e viu Ryan Gauld falhar uma grande penalidade cometida sobre si logo aos dois minutos, permitindo a defesa de Léo Jardim na defesa da mesma. Só que, à passagem do minuto 25, Licá marcou mesmo para os visitantes.

O Boavista FC tentou reagir na segunda parte, controlou a partida e criou algumas situações de perigo, mas foi mesmo o SC Farense, que esteve muito perto do segundo nos minutos finais da partida.

O Boavista FC está na última posição da tabela classificativa, com 21 pontos, enquanto o SC Farense está em 15.º, com 22 pontos.

CS Marítimo 0 – 4 FC Famalicão

Os insulares entraram melhor e desperdiçaram algumas boas ocasiões de golo antes de verem o FC Famalicão abrir o ativo aos 32 minutos, por intermédio de Ivo Rodrigues. Cinco minutos depois, Anderson elevou para 2-0, aproveitando um mau atraso de Milson, mas o CS Marítimo até podia ter ido para o intervalo com um golo moralizador. A turma da casa beneficiou de uma grande penalidade aos 42 minutos, só que Rodrigo Pinho desperdiçou a conversão.

No segundo tempo, o FC Famalicão viria, então, a marcar por mais duas vezes. Ivo Rodrigues bisou na partida após trabalho de Ugarte no meio-campo, com um remate de pé esquerdo à entrada da área, sem hipóteses para Abdzadeh, e Anderson não quis ficar atrás do colega e também conseguiu o ‘bis’. O CS Marítimo está em 16.º lugar, com 21 pontos, e o FC Famalicão em 14.º, com 23.

SC Braga 0 – 2 SL Benfica

Com um início de jogo – e uma primeira parte – a um ritmo lento, o SL Benfica só iria chegar ao primeiro golo a dois minutos para lá do tempo regulamentar, com a Rafa a abrir o marcador. Fransérgio foi expulso por acumulação de cartões amarelos.

No segundo golo do SL Benfica, inverteram-se os papéis. Agora, foi Rafa a isolar Seferović, que completamente sozinho finalizou de pé esquerdo e fez o segundo do SL Benfica, aos 57 minutos.

Com este triunfo, os encarnados roubaram o terceiro lugar aos minhotos, ficando agora com 51 pontos, enquanto os bracarenses baixaram ao quarto lugar, com 50.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta