31.ª Jornada da I Liga: FC Porto empata e deixa contas mais claras

Imagem: Ana Regina Ramos/Canva

O FC Porto empatou com o rival SL Benfica e deixou escapar uma oportunidade de dificultar as contas ao Sporting CP. Os leões venceram o Rio Ave FC por duas bolas a zero. O SC Braga também empatou em casa com os pacenses e vê o terceiro lugar fugir.

Quarta-feira, 05 de maio: CS Marítimo 0 – 1 Gil Vicente FC

No Funchal, o avançado brasileiro Samuel Lino marcou, aos 32 minutos, o único golo da partida para o Gil Vicente FC.

Com esta vitória, o Gil Vicente FC, que vinha de três jogos sem vencer, está no 11.º lugar da I Liga, com 35 pontos, enquanto o CS Marítimo, que vinha de três vitórias seguidas, está em 14.º, com 33, seis acima da zona de despromoção.

SC Braga 1 – 1 FC Paços de Ferreira

Os castores inauguraram o marcador aos 26 minutos. João Pedro saltou mais alto que a defesa bracarense para cabecear para o fundo da baliza defendida por Matheus, após canto. O empate surgiu já dentro dos 15 minutos finais de jogo, quando Jordi derrubou Galeno no interior da grande área. Grande penalidade para o SC Braga, com o próprio Galeno a converter com sucesso aos 78 minutos.

O SC Braga está em quarto lugar com 59 pontos, enquanto o FC Paços de Ferreira está logo a seguir, em quinto, com menos dez pontos que os bracarenses.

 

Quinta-feira, 06 de maio: Rio Ave FC 0 – 2 Sporting CP

Aos 29 minutos, foi assinalada uma grande penalidade para a equipa leonina. Feddal cabeceou após canto de Nuno Mendes, Ivo Pinto tentou evitar que a bola sobrasse para Paulinho e acabou por tocar com a mão. Fábio Veríssimo, alertado pelo VAR, foi ele mesmo ver as imagens e assinalou o castigo máximo. Na conversão, Pedro Gonçalves rematou a bola para um lado, guarda-redes para o outro, colocando o Sporting CP em vantagem.

No segundo tempo, depois da expulsão de Tarantini (banco de suplentes), por protestos, Paulinho aumentou a vantagem leonina. A defesa do Rio Ave FC alivia a bola, o avançado português encontra espaço, enche o pé e remata do meio da rua. Kieszek nem se mexeu.

O Rio Ave FC somou o nono jogo sem ganhar e é 15.º, com 31 pontos. Já o Sporting CP continua a ser o líder da tabela, com 79 pontos.

SL Benfica 1 – 1 FC Porto

Na primeira parte, viu-se um conjunto azul e branco com o controlo da partida, mas com o SL Benfica eficaz. Os dragões foram os primeiros a dar o primeiro sinal de perigo no clássico. Aos 21 minutos, o FC Porto podia ter chegado ao golo. Marega fugiu pela direita, tentou o cruzamento, mas Taremi, na “hora H”, não conseguiu finalizar.

Com a ineficácia portista, acabou por ser o SL Benfica a chegar ao golo. Everton iniciou a jogada, tabelou com Pizzi e disparou para o fundo da baliza, batendo Marchesín. Os visitantes tiveram nova oportunidade à passagem do minuto 34´, com Uribe a rematar por cima. Os dragões acabaram mesmo por chegar ao empate aos 75’ – João Mário furou pela direita, cruzou rasteiro e Uribe finalizou para o fundo da baliza. Era o resultado mais ajustado para aquilo que se tinha visto no relvado da Luz.

O FC Porto está em segundo lugar, com 71 pontos, menos oito que o líder leonino, enquanto o SL Benfica encontra-se na terceira posição com 67 pontos, menos quatro que os dragões.

SC Farense 2 – 2 Vitória SC

Logo aos dois minutos, o Vitória SC marcou: André Almeida na assistência, César falhou a interceção e Rochinha, na cara de Beto, picou a bola por cima do guardião e abriu o marcador.

Os da casa responderam e empataram aos 12 minutos pelo avançado Pedro Henrique. Ryan Gauld colocou na área, a bola bateu na frente de Varela e Pedro Henrique, com um toque ligeiro, encostou para o fundo da baliza.

O mesmo Pedro Henrique fez a reviravolta aos 27 minutos, a aproveitar um erro gigantesco do guarda-redes Bruno Varela. O guardião minhoto tentou fintar o avançado, a bola bateu na canela de Pedro Henrique e entrou. Aos 51 minutos, o árbitro André Narciso mostrou o segundo amarelo ao central Suliman por falta sobre Pedro Henrique e deixou a equipa de Bino Macães com menos um. Lameiras centrou da esquerda, Quaresma cabeceou sozinho na área para o 2-2 final, aos 92’.

Com esta igualdade, o Vitória SC manteve-se no sexto lugar, com 42 pontos, enquanto o SC Farense, que somou o nono encontro consecutivo em casa sem vencer, continua em 17.º e penúltimo, com 28.

 

Sexta-feira, 07 de maio: FC Famalicão 1 – 0 CD Santa Clara

Um penálti concretizado por Ivo Rodrigues, aos 83 minutos, depois de o VAR alertar o árbitro Luís Godinho para uma bola que embateu no braço de Pierre Sagna, valeu o triunfo aos locais, em superioridade numérica desde os 35, por expulsão de Nené.

Na classificação, o FC Famalicão passou a contar 34 pontos, subindo ao 13.º lugar, enquanto o CD Santa Clara, que acabou com nove, face ao vermelho a Sagna aos 90+8 minutos, sofreu a sexta derrota consecutiva fora, mantendo-se com 37, em oitavo.

Boavista FC 1 – 1 CD Tondela

 A formação forasteira adiantou-se no marcador aos 78 minutos, pelo espanhol Mario González, que apontou o seu 14.º golo na prova. Mas os ‘axadrezados’ ainda conseguiram resgatar um ponto, com um tento do hondurenho Alberth Elis, aos 87 minutos.

Na classificação, o CD Tondela passou a contar 36 pontos, ‘tombando’ para o 10.º lugar, enquanto o Boavista FC tem agora 30, seguindo no 16.º posto, cujo ‘prémio’ é um ‘play-off’ com o terceiro colocado da II Liga.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta