Obra de Pepetela vence Prémio Literário Casino da Póvoa 2020

Foto: Ana Regina Ramos

A obra “Sua Excelência, de Corpo Presente”, de Pepetela (D. Quixote) é a obra vencedora do Prémio Literário Casino da Póvoa 2020, no valor de 20 mil euros. O anúncio foi feito esta quarta-feira, dia da abertura oficial do “Correntes d’Escritas”, na Póvoa de Varzim.

A distinção foi atribuída pela “originalidade do estratagema narrativo eficaz para denunciar com ironia uma história do nepotismo e abuso de poder próprio de sistemas totalitários”, refere o júri, citado numa nota no site da autarquia.

O júri foi composto por Ana Daniela Soares, Carlos Quiroga, Isabel Pires de Lima, Paula Mendes Coelho e Valter Hugo Mãe.

Este prémio está inserido na programação do festival “Correntes d’Escritas”, que termina no próximo domingo. Distingue uma obra literária de prosa, na categoria de novela/romance, e, neste âmbito, já chegaram e foram catalogados mais de 120 livros.

Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, mais conhecido como Pepetela, nasceu em Benguela, Angola, em 1941. Uma parte significativa da sua obra só foi lançada depois do exílio, destacando-se livros como Muana puó (1978), As aventuras de Ngunga (1979), A geração da utopia (1992), Parábola do cágado velho (1996) e A gloriosa família (1997).

A partir de 1984, foi professor na Universidade Agostinho Neto, em Luanda, e tem sido dirigente de associações culturais, com destaque para a União de Escritores Angolanos e a Associação Cultural Recreativa Chá de Caxinde.

Em 1997, recebeu o Prémio Camões e, em 2018, foi o autor homenageado do festival Escritaria, em Penafiel.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta