7.ª Jornada I Liga: Novo desaire para o FC Porto

Foto: Ana Regina Ramos/Canva

Depois da derrota para a Liga dos Campeões, o FC Porto apanha novo desaire. Desta vez, foi no principal escalão de futebol português. Os dragões empataram a uma bola frente ao GD Estoril Praia, através de uma penalidade assinalada ao cair do pano. Destaque também para a vitória do Boavista FC frente ao Sporting CP.

Sexta-feira, 16 de setembro: Portimonense SC 1 – 0 CD Chaves 

Um golo de Paulo Estrela, de grande penalidade, aos 19 minutos, bastou para o Portimonense SC bater o CD Chaves. Em Portimão, o único golo nasceu de uma queda de Luquinha na área dos flavienses, em lance com Juninho. O árbitro entendeu que era lance para falta e marcou grande penalidade, que Paulo Estrela converteu. 

Os guarda-redes Paulo Vítor e Kosuke Nakamura eram os principais responsáveis por não haver mais golos, assim como os ferros. Nos descontos, Steven Vitória viu vermelho direto ao travar um adversário que ficaria isolado, terminando, assim, o CD Chaves com menos um jogador. 

Com o triunfo, os algarvios estão no quinto lugar, com 15 pontos. O CD Chaves somou o terceiro encontro seguido sem vencer e é 11.º classificado, com oito pontos. 

 

Sábado, 17 de setembro: Gil Vicente FC 2 – 2 Rio Ave FC 

Guga (45’+4 minutos) e Aziz (71′) marcaram os golos dos vilacondenses, mas Fran Navarro (83′) e Murilo (90’+6′) repuseram a igualdade para os gilistas, que, assim, evitaram a derrota.  

O Gil Vicente FC é 10.º classificado, com nove pontos, enquanto o Rio Ave FC é 13.º, com seis. 

CD Santa Clara 1 – 1 FC Paços de Ferreira 

O FC Paços de Ferreira somou o primeiro ponto na temporada 2022/2023 ao empatar por uma bola em casa do CD Santa Clara. Gabriel Silva deu vantagem aos açorianos, aos sete minutos, com Matchoi a empatar, aos 53′. 

O CD Santa Clara mantém-se com apenas uma vitória na I Liga e é 14.º classificado, com cinco pontos. Já o FC Paços de Ferreira está em 17.º, com um ponto apenas. 

GD Estoril Praia 1 – 1 FC Porto 

GD Estoril Praia e FC Porto empataram a um golo, com um penálti dos dragões a surgir já nos descontos da segunda parte. O FC Porto tentou acercar-se da baliza contrária e por duas vezes, quase consecutivas, chegou mesmo a fazer a bola entrar para o fundo das redes da baliza de Dani Figueira. Só que, em ambos os lances, havia posição irregular, prontamente assinalada pelo árbitro auxiliar e confirmada pelo VAR. 

Não contaram esses dois golos, contou o que o GD Estoril Praia marcou pouco depois. Estavam decorridos 41 minutos quando um cruzamento de Joãozinho chegou a Tiago Gouveia e rematou para o fundo da baliza portista. O empate iria mesmo surgir, mas já dentro do período de descontos (98 minutos), num lance polémico. O árbitro Luís Godinho começou por marcar fora de jogo, por indicação do seu auxiliar, mas, alertado pelo VAR, acabou por assinalar mão na bola de Joãozinho na grande área do GD Estoril Praia. Na conversão da grande penalidade, Taremi atirou forte e a contar, fixando o 1-1 final. 

O FC Porto mantém a terceira posição, com 16 pontos, menos um que o quarto classificado, Boavista FC. O GD Estoril Praia é sétimo, com 11. 

Boavista FC 2 – 1 Sporting CP 

Uma partida no Bessa onde se viu um Boavista FC muito bem organizado que melhor soube tirar partido dos erros do adversário para conseguir chegar à vitória. Apesar de ter mais bola e de controlar a partida, a verdade é que a equipa de Alvalade não criou grande oportunidades para chegar ao golo na primeira parte. 

Já nos minutos de descontos da primeira parte (45’+2′) foi mesmo os axadrezados que chegaram ao golo, através de Bruno Lourenço. Já na segunda parte, passados 10 minutos do apito inicial, o Sporting CP iguala o marcador, com um golo de Marcus Edwards. Aos 83 minutos, novamente Bruno Lourenço a colocar o Boavista FC em vantagem, estava feito o 2-1.  

O Boavista FC encontra-se em quarto lugar, com 15 pontos, enquanto o Sporting CP é oitavo, com 10 pontos. 

 

Domingo, 18 de setembro: FC Arouca 2 – 2 Vitória SC 

O FC Arouca marcou primeiro, aos 32 minutos, por Bukia. O extremo combinou com Mújica que devolveu de calcanhar ao companheiro, este rematou de fora da área, apanhando Varela desprevenido. O guarda-redes tentou defender a soco, mas a bola fugiu e acabou dentro da sua baliza. 

Aos 57 minutos, o Vitória SC empatou por Anderson. Basso perdeu a bola na saída para o ataque, Johnston aproveitou para lançar Anderson em velocidade, o brasileiro contornou Zubas e atirou à vontade para o fundo da baliza. A formação da casa não desistiu e passou de novo para a frente aos 70 minutos. 

Os vimaranenses só conseguiram evitar a derrota com um golo de grande penalidade, convertida por Rúben Lameiras aos 90’+12 minutos. O lance, aos 99 minutos, nasce de um duelo entre o guarda-redes Zubas e o avançado Safira. A defesa arouquense sacudiu um livre de Janvier, mas o guardião do FC Arouca derrubou o avançado. O árbitro Fábio Veríssimo assinalou a grande penalidade, confirmada pelo VAR. 

Os vitorianos são nonos classificados, com 10 pontos, e o FC Arouca é 12.º, com oito. 

Casa Pia AC 1 – 0 FC Famalicão 

Léo Bolgado marcou o único golo da partida aos 60 minutos, dando ao Casa Pia AC o quarto triunfo nos últimos cinco encontros, com o recém-promovido a somar 14 pontos. O Casa Pia AC é sexto classificado, com 14 pontos. 

O FC Famalicão sofreu a terceira derrota consecutiva e é 16.º classificado, com quatro pontos. 

SC Braga 2 – 0 FC Vizela 

Os golos de Vitinha (83 minutos) e Ricardo Horta (90’+5′) deram a vitória aos bracarenses. Assim, o clube minhoto encontra-se na segunda posição, com 19 pontos, mais três que o FC Porto (terceiro classificado) e menos dois que o líder SL Benfica. 

O FC Vizela não vence há seis encontros no campeonato e mantém-se com cinco pontos, na 15.ª posição. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta