Famalicão: Jovens desenvolvem projeto literário para criar nova onda de escritores

Foto: Bruno Rafael Teixeira a segurar o livro de um dos seus autores preferidos | Denise Pessoa

Bruno Rafael Teixeira e Pedro Maia são de Famalicão e foram colegas de escola. Depois de entrarem na faculdade, descobriram que ambos gostavam de literatura, arte e filosofia e resolveram criar um projeto online para valorizar estas áreas e criar uma nova onda de escritores.

Chama-se “Sarcasmos Irónicos” e consiste num site que reúne várias criações literárias, da crónica à poesia, de membros maioritariamente jovens, de vários pontos do país (como Porto, Famalicão e Braga), contando até com um autor da Nigéria.

“Eu já escrevia poesia e crónicas desde os 15 anos e ele [o Pedro] estava a começar. Na altura, estávamos no primeiro ano de faculdade e, entretanto, surgiu a ideia de: Porque não criarmos um blog?”, refere Bruno Rafael Teixeira. Estavam em março de 2016. Acharam a “ideia engraçada” e criaram tudo “da noite para o dia”.

Na manhã do dia seguinte, já tinham o projeto no Blogger, conta criada no Facebook e já contavam com algumas visualizações de vários pontos do mundo. “Depois começámos a trazer gente para o grupo, gente conhecida e depois gente que apenas lia e mandava mensagem a dizer se podia entrar”, continua.

Atualmente, contam com cerca de 13 membros, que vão escrevendo segundo o “critério da espontaneidade”. Os temas podem ir desde a Literatura e a Arte ao Cinema e à Música.

Em 2018, com vista a expandir o projeto, Bruno Rafael Teixeira e Pedro Maia resolveram criar uma revista online, “Genius Seculi”. A ideia era “criar um novo «Orpheu», mas que pudesse tratar de varias áreas, cinema, literatura, arte em si, da política, da sociedade, que pudesse abranger as interartes e a crítica, uma espécie de critica social, política e artística”.

“Sempre quisemos ser um grupo de escritores, mas, sobretudo, um movimento. Um novo movimento porque tanto eu como ele e como muita gente que está connosco achamos que a literatura – como as restantes interartes – estão desvalorizadas”, sublinha.

Foto: Bruno Rafael Teixeira na sede do Grupo de Cavaquinhos Liberdade FC, em que participa | Denise Pessoa

Hoje em dia, ambos os jovens estão em mestrado, em Gestão Hoteleira e em Literatura e Línguas, mas gostavam de poder aumentar a atividade do projeto, entre outras ambições. Criar um canal no YouTube para poderem realizar críticas, reviews de livros e declamações poéticas é uma possibilidade, assim como estabelecer a sua carreira literária, para tentar fazer frente à “nova ideia literária” de “só amor” e conseguir colunas em jornais são alguns dos objetivos.

Foto: Pedro Maia

Quanto ao nome do projeto, Bruno Rafael Teixeira esclarece que não tem a ver com a personalidade dos fundadores, mas sim por aquilo que costumam ler e pelos autores em que se inspiram. Conta que ambos gostam “muito de literatura”, Bruno mais da área literária da poesia, lendo mais autores portugueses, franceses e americanos e o colega “lia muita filosofia” e também está à vontade na área da política.

“Na altura, «Sarcasmos Irónicos» porque gostávamos daqueles autores mais ácidos, mais críticos e terríveis. Quanto mais críticos, interventivos e ácidos fossem, mais gostávamos. Então, na altura, estávamos à procura de um nome e este surgiu por acaso, porque aquilo que esses autores partilhavam era o sarcasmo e a ironia”, explica.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta