SC Braga e FC Porto seguem e defrontam-se nas meias-finais da Taça de Portugal

Foto: Ana Regina Ramos/Canva

Esta quinta e sexta-feira jogaram-se os quartos de final da Taça de Portugal. Benfica e Belenenses foram os primeiros a entrar em campo na quinta-feira e o SC Braga x Santa Clara e Gil Vicente x FC Porto defrontaram-se na sexta-feira.

Pela quarta vez consecutiva o FC Porto está nas meias-finais da Taça de Portugal. Estas meias-finais serão a duas mãos. Os azuis e brancos vão medir forças com o SC Braga. Na outra meia-final jogam SL Benfica e GD Estoril Praia, da Segunda Liga.

Sexta-feira, 29 de janeiro: SC Braga 2 – 1 CD Santa Clara

Os ‘arsenalistas’ adiantaram-se aos 25 minutos, por intermédio de Ricardo Horta, e chegaram a uma confortável vantagem de dois golos ainda na primeira parte, quando o espanhol Abel Ruiz fez o 2-0, aos 43, de nada valendo aos açorianos o golo de Cryzan, aos 90+6.

Estes dois golos permitiram ao SC Braga assegurar o triunfo por 2-1 na receção ao CD Santa Clara, em jogo dos quartos de final da Taça de Portugal em futebol, apurando-se para as ‘meias’ da prova.

Gil Vicente FC 0 – 2 FC Porto

O FC Porto tentava em Barcelos dar mais um passo rumo a um dos objetivos da época: defender o título de campeão da Taça de Portugal. Um golo em cada parte ajudou o FC Porto a eliminar o Gil Vicente FC nos quartos de final da Taça de Portugal.

Para este jogo, Sérgio Conceição já pôde contar com Luis Díaz (titular), Sérgio Oliveira, Evanilson e Fábio Vieira de regresso, eles que estiveram de fora dos últimos jogos por terem contraído o vírus da Covid-19. Já o Gil Vicente FC, estreou Beunardeau na baliza e deixou o capitão Rúben Fernandes no banco.

Num jogo quase de sentido único, o FC Porto deu o primeiro sinal de perigo aos cinco minutos, quando Luis Díaz apareceu isolado na área gilista, mas Bernardeau defendeu o remate do colombiano. Seria o sinal do golo que chegaria cinco minutos depois. Taremi pressionou um contrário, a bola sobrou para Luis Díaz, que isolou Corona.

Só aos 36 minutos o Gil Vicente FC criou o primeiro lance de verdadeiro perigo. Claude Gonçalves recebeu na área, rodou sobre Pepe e rematou de pronto, para defesa apertada de Diogo Costa. Já com Felipe Anderson e Fábio Vieira nos lugares de Luis Díaz e Otávio, o FC Porto vai chegar aos 2-0, aos 89 minutos. Sérgio Oliveira fez um túnel num adversário, ganhou metros e isolou Taremi.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta