Braga com regras da fase anterior de desconfinamento

Foto: Glen Carrie/Unsplash

O Governo atualizou, na quinta-feira, dia 17 de junho, a lista de concelhos que vão avançar ou não no plano de desconfinamento.

Há agora 10 concelhos que deixam de acompanhar o nível de desconfinamento da generalidade do país: Sesimbra, que terá um “nível de maior restrição”, que implica, por exemplo, o encerramento da restauração às 15h30 ao fim de semana; Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã e Sintra terão as regras que estavam em vigor antes da fase atual, que compreendem “o encerramento dos cafés e restaurantes às 22h30, a manutenção de restrições no que diz respeito à assistência de atividades desportivas ou maiores restrições no setor dos transportes”, explicou a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Além disso, grande parte dos concelhos em situação de alerta (Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira) estão localizados na área de Lisboa.

Desta forma, o Governo decidiu retomar a proibição de circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana, entre as 15 horas de sexta-feira e as 6 horas de segunda-feira, com entrada em vigor a partir de 18 de junho.

Na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, a ministra referiu ainda que o panorama global de Portugal “tem vindo a deteriorar-se com o agravamento da situação epidemiológica”. “Estamos claramente numa situação já bastante longe da zona verde”, disse, afirmando que “dificilmente se poderá verificar nova evolução de desconfinamento na próxima semana”, uma vez que Portugal tem hoje uma incidência de 90,5 e um R de 1,13.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta