Noites do Porto vestiram-se de preto e azul e branco

Foto: Pedro Ferreirinha

Os dois últimos fins de semana coincidiram com as celebrações de final de ano letivo da Academia do Porto e também com os festejos do título nacional do Futebol Clube do Porto.

Pela cidade do Porto, o preto dos trajes dos estudantes misturava-se com o azul e branco, as cores do FC Porto e preenchia a paisagem. Como som de fundo, ouvia-se o tradicional fado da Serenata e, do outro lado da baixa, “cânticos clubísticos”.

Foram milhares de pessoas que passaram pela cidade e puderam assistir quer à semana académica, pelas ruas da baixa ou pelo Queimódromo, quer à celebração do título do FC Porto, nos Aliados, onde foram instalados seis ecrãs gigantes para assistir ao último jogo, com o Vitória de Guimarães SC, no sábado.

Este ano, a Serenata e a Missa de Bênção das Pastas mudaram, inclusive, dos Aliados para a Cordoaria, “considerando a agenda de jogos do Campeonato Nacional da Primeira Liga de Futebol”, conforme referiu a Federação Académica do Porto (FAP), em comunicado.

As celebrações do 28º título nacional do FC Porto começaram no sábado, 5 de maio, depois do empate (0-0) entre Sporting CP e SL Benfica, que garantiu a liderança dos portistas na tabela classificativa. O jogo do dia seguinte com o CD Feirense, no Estádio do Dragão (2-1), veio confirmar a liderança e os festejos pelas ruas, vestidas de azul e branco.

Neste sábado, o FC Porto voltou a vencer (0-1), desta vez, frente ao Guimarães, num jogo que aconteceu no Estádio D. Afonso Henriques.

Cinco anos depois e com 88 pontos que o distinguem na tabela classificativa da Liga – seguido do Sporting CP e SL Benfica que enfrentam ainda o CS Marítimo e o FC Moreirense, respetivamente, neste domingo, para definir o segundo lugar -, o FC Porto foi, na noite deste sábado, recebido e homenageado pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. O presidente do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa, recebeu a Medalha de Honra da cidade, numa cerimónia reservada.

Os jogadores passaram pelos Aliados num autocarro panorâmico, frente a cerca de 250 mil pessoas, e subiram, depois, à varanda em frente ao edifício da Câmara, onde ergueram a taça e desfilaram numa passerelle montada pela avenida.

As celebrações nos Aliados terminaram com fogo de artifício, ao passo que a Queima das Fitas também terminou na madrugada deste sábado para domingo com as atuações de Wet Bed Gang e Dizzee Rascal.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta